A Paróquia


A Paróquia São José foi fundada no dia 25 de dezembro de 1920, tendo sido a primeira paróquia o bairro do Ipiranga. Segundo os registros do Livro Tombo da Paróquia São José do Ipiranga, o bairro do Ipiranga era desprovido de uma igreja que acolhesse a comunidade, razão pela qual esta era atendida, inicialmente, pela Igreja de São Sebastião do Cambuci.
Na primavera de 1912, chegava ao Brasil, a Congregação dos Religiosos de Nossa Senhora do Sion, representada por três sacerdotes:
Marc Givilet, Arnaldo Dante e Charles Hoara. A convite do arcebispo da cidade de São Paulo, Dom Duarte Leopoldo e Silva, eles se instalaram no bairro do Ipiranga, com o objetivo de oferecer um melhor atendimento à população ali residente. Naquela época, já ali se encontravam as irmãs da creche de Santa Catarina Labouré. A Paróquia surgiu concomitantemente à forte presença de grandes fábricas, indústrias e confecções que vinham se instalando nesta região. A Paróquia foi dedicada com o título de São José, uma vez que no bairro havia muitos trabalhadores. Assim nasceu o Círculo Operário de São José. A Igreja dispõe de obras e telas pintadas por um importante pintor brasileiro, Oscar Pereira da Silva.

Segundo os registros do Livro Tombo da Paróquia São José do Ipiranga, o bairro do Ipiranga era desprovido de uma igreja que acolhesse a comunidade, razão pela qual esta era atendida, inicialmente, pela Igreja de São Sebastião do Cambuci.
Na primavera de 1912, chegava ao Brasil, a Congregação dos Religiosos de Nossa Senhora do Sion, representada por três sacerdotes:
Marc Givilet, Arnaldo Dante e Charles Hoara. A convite do arcebispo da cidade de São Paulo, Dom Duarte Leopoldo e Silva, eles se instalaram no bairro do Ipiranga, com o objetivo de oferecer um melhor atendimento à população ali residente. Naquela época, já ali se encontravam as irmãs da creche de Santa Catarina Labouré. A Paróquia surgiu concomitantemente à forte presença de grandes fábricas, indústrias e confecções que vinham se instalando nesta região. A Paróquia foi dedicada com o título de São José, uma vez que no bairro havia muitos trabalhadores. Assim nasceu o Círculo Operário de São José. A Igreja dispõe de obras e telas pintadas por um importante pintor brasileiro, Oscar Pereira da Silva.

Segundo os registros do Livro Tombo da Paróquia São José do Ipiranga, o bairro do Ipiranga era desprovido de uma igreja que acolhesse a comunidade, razão pela qual esta era atendida, inicialmente, pela Igreja de São Sebastião do Cambuci.
Na primavera de 1912, chegava ao Brasil, a Congregação dos Religiosos de Nossa Senhora do Sion, representada por três sacerdotes:
Marc Givilet, Arnaldo Dante e Charles Hoara. A convite do arcebispo da cidade de São Paulo, Dom Duarte Leopoldo e Silva, eles se instalaram no bairro do Ipiranga, com o objetivo de oferecer um melhor atendimento à população ali residente. Naquela época, já ali se encontravam as irmãs da creche de Santa Catarina Labouré. A Paróquia surgiu concomitantemente à forte presença de grandes fábricas, indústrias e confecções que vinham se instalando nesta região. A Paróquia foi dedicada com o título de São José, uma vez que no bairro havia muitos trabalhadores. Assim nasceu o Círculo Operário de São José. A Igreja dispõe de obras e telas pintadas por um importante pintor brasileiro, Oscar Pereira da Silva.