Você sabe o significado de Pentecostes?

A festa de Pentecostes na sua origem chamava-se festa das Semanas e ocorria entre os meses de maio e junho.

Cinquenta dias após a festa dos primeiros frutos, para agradecer a Deus pelas colheitas (Lv 23, 15-17; Dt 16,9). Sete semanas são cinquenta dias; dai o nome de Pentecostes que recebeu posteriormente. 

Durante a festa judaica das Semanas em Jerusalém, o livro dos Atos dos Apóstolos relata a efusão do Espírito Santo sobre os discípulos de Jesus (At 2, 1-4). A partir deste acontecimento, Pentecostes se converte também em festa cristã, e vemos que Paulo dava grande importância a essa data especial, provavelmente porque ele não estava presente naquela ocasião, pois ainda não havia sido chamado por Jesus (At 20,16; 1 Cor 16,8).

.

A Promessa do Espírito Santo

Na noite da quinta-feira Santa, Jesus promete a seus apóstolos: “Meu Pai vos dará um outro Paráclito que permanecerá convosco para sempre. Ele é o Espírito da Verdade (Jo 14, 16-17). Também disse: O Espírito Santo, que o Pai enviará em meu nome vos ensinará todas as coisas e vos fará recordar tudo o que Eu vos disse” (Jo 14, 26).

No calendário do Ano Litúrgico, celebramos estes três acontecimentos ocorridos na vida dos primeiros cristãos: a Ressurreição, a Ascensão e o Pentecostes. 

Depois da Ascensão os apóstolos estavam reunidos e com eles Maria a Mãe de Jesus, tinham medo de sair por causa dos judeus. Repentinamente, se ouviu um forte vento e umas línguas de fogo pousaram sobre cada um deles (At 2,1-4) e ficaram cheios do Espírito Santo e a partir desse dia já não tiveram medo de sair e pregar com coragem os ensinamentos de Jesus.   

O Espírito Santo é Deus, é a Terceira Pessoa da Santíssima Trindade. A Igreja nos ensina que o Espírito Santo é o Amor que existe entre o Pai e o Filho. O Espírito Santo é derramado em nossa alma no Batismo e depois de forma perfeita no sacramento da Crisma. Com o amor divino agindo em nós, somos capazes de amar a Deus e ao próximo, e temos o auxílio dos seus dons para cumprir nosso compromisso de vida diante do Pai.

 Os sete dons do Espírito Santo: 

Estes dons são a manifestação da bondade divina, pois, os recebemos sem nenhum mérito da nossa parte, e é pela ação direta do Espírito Santo que eles nos conduzem pelos caminhos de Deus e nos permitem cumprir a vontade do Pai.

SABEDORIA: é o dom de perceber o certo e o errado, o que favorece e o que prejudica o projeto de Deus, permite-nos entender, experimentar e saborear as coisas divinas, principalmente amar a Palavra de Deus.

ENTENDIMENTO: permite que a nossa inteligência compreenda as verdades reveladas, é o dom de entender os sinais da presença de Deus nas situações humanas, nos conflitos sociais, nas lutas políticas. Nada tem a ver com a capacidade intelectual ou nível de inteligência.

CIÊNCIA: permite que a nossa inteligência julgue retamente as coisas criadas conforme sua finalidade sobrenatural. Nos ajuda a pensar bem e a entender com fé as coisas do mundo. Por este Dom o Espírito Santo nos revela interiormente o pensamento de Deus sobre nós.    

CONSELHO: é o dom de saber discernir caminhos e opções, de saber orientar e escutar, nos permite proceder retamente em uma circunstância determinada. Nos ajuda a aconselhar bem aos demais e guiá-los pelo caminho do bem.    

FORTALEZA: fortalece a alma para praticar virtudes heroicas com inabalável confiança na superação de perigos e dificuldades que possam surgir. Nos ajuda a resistir às tentações do demônio, e a ser coerentes com o Evangelho.

PIEDADE: é o dom de estar sempre aberto à vontade de Deus, procurando agir como Jesus agiria, e dom que dá o gosto de amar e servir a Deus com alegria identificando no próximo o rosto do Cristo e amando-o como irmão.

TEMOR DE DEUS: torna dócil a alma  para que se afaste do pecado pelo temos de magoar a Deus que é seu supremo bem.  A alma teme qualquer risco de infidelidade ou traição a esse amor. Não quer dizer ‘medo de Deus’, mas, medo de ofender a Deus.  

Oração ao Espírito Santo 

Vinde Espírito Santo, enchei os corações dos vossos fiéis e acendei neles o fogo do Vosso Amor. Enviai o Vosso Espírito e tudo será criado e renovareis a face da terra. 
Oremos: Ó Deus que instruíste os corações dos vossos fiéis, com a luz do Espírito Santo, fazei que apreciemos retamente todas as coisas segundo o mesmo Espírito e gozemos sempre da sua consolação. Por Cristo Nosso Senhor. Amém.