Tiago, o Maior

Tiago foi o primeiro dentre os doze apóstolos a ser martirizado

Santiago, numa obra de Rembrandt van Rijn

Apóstolo e Mártir
Nascimento – Betsaida, Palestina
Morte – 44 dc em Jerusalem, Paletina
Veneração por – Igreja Católica, Igrejas Orientais, Igreja Anglicana, Igreja Ortodoxa.
Principal templo – Catedral de Santiago de Compostela, Galicia, Espanha
Festa Litúrgica – 25 de Julho
Atribuições – peregrino, cavaleiro, [vieira], chapéu de viandante, cajado
Padroeiro – dos peregrinos e dos cavaleiros

Tiago (o Maior), filho de Zebedeu e de Salomé, irmão mais velho do discípulo João, foi chamado por Jesus no início da sua vida pública:

“Ele viu mais dois irmãos Tiago e João filhos de Zebedeu consertando as redes. Ele os chamou e eles logo deixaram o barco e seu pai e o seguiram (Mt 4,21-22).”

Como eles tinham um forte temperamento Jesus os chamou de Bonaerges isto é, “filhos do trovão”. 

Falamos de Tiago o maior para diferenciar do outro Tiago (o menor) filho de Alfeu.

Em diversas passagens dos Evangelhos se mencionam três discípulos que faziam parte do grupo mais íntimo de Jesus:

Pedro, Tiago e João. Esta proximidade com Jesus permitiu que eles fossem testemunhas de milagres importantes do Senhor como: a cura da sogra de Pedro, a volta à vida da filha de Jairo e a Transfiguração de Jesus.

Segundo uma tradição, logo depois da Ascensão, Tiago teria ido evangelizar na Espanha, também há uma tradição que afirma que estando ali teve a visita de Maria Santíssima, que ainda vivia, e veio consolá-lo por que tinha convertido poucas pessoas. Isso teria acontecido nas proximidades de Zaragoza no dia 2 de fevereiro do ano 40 dc. Ela estava de pé sobre uma coluna de luz rodeada de anjos; a coluna era de jaspe e ficou no lugar depois que a Nossa Senhora se retirou para que ali fosse edificada uma igreja; ela também prometeu atender as súplicas que ali lhe fossem dirigidas, a basílica chama-se Basílica Virgen del Pilar. Tiago voltou depois a Jerusalém onde permaneceu até seu martírio.  

No livro dos Atos dos Apóstolos, vemos que Tiago foi o primeiro dentre os doze apóstolos a ser martirizado: “Por aquele tempo, Herodes Agripa tomou medidas visando maltratar alguns membros da Igreja, e mandou matar a espada Tiago, irmão de João” (At 12,1-2). Ele foi decapitado em Jerusalém no ano 44.

Por que o nome Santiago de Compostela?

Por causa desta tradição seria esse o motivo de que, no século VIII, quando a Palestina caiu em poder dos muçulmanos, um grupo de discípulos decidiu levar seus restos para Espanha e os enterraram num campo em Iria na Galícia. Segundo uma antiga tradição da cidade, no século IX um eremita viu uma chuva de estrelas sobre um campo e guiado por uma luz encontrou o lugar da sepultura.

Mais tarde, naquele local, foi construída uma igreja e um mosteiro, dedicados a Tiago, o Maior, com isso a cidade de Iria passou a chamar-se Santiago de Compostela, ou seja, Santiago do Campo de estrelas.

Espanha lutou muito tempo para expulsar os muçulmanos que a haviam invadido e conseguiu vencê-los e expulsá-los com a ajuda invisível de Tiago, seu padroeiro.

Há muito tempo o santuário de Santiago de Compostela é um dos mais procurados pelos peregrinos do mundo inteiro, um lugar de meditação e conversão, os peregrinos fazem o trajeto a pé, chamado o Caminho de Santiago, a partir de diferentes locais tanto da Espanha como da França.

Por: Eliana Galván Gil