MESC

Ministério Extraordinário da Santa Comunhão

O MESC  nasceu da necessidade de apoio aos ministros ordinários (bispos, presbíteros e diáconos) na missão tão ampla de evangelização, como faziam as primeiras comunidades cristãs. (At 6, 3).

O Ministro Extraordinário da Santa Comunhão (MESC) é um leigo a quem é dada a permissão, temporária ou permanente, de distribuir a comunhão aos fiéis na missa ou em outras circunstâncias.

O candidato ao ministério é escolhido pelo padre dentre os participantes da comunidade que seja responsável, pronto para servir, e possuidor do espírito apostólico e antes de ser admitido participará de um curso de formação litúrgica e doutrinal, ministrado pela Região Episcopal Ipiranga. Ao aceitarem esse compromisso são nomeados pelo bispo para exercer a função com a máxima dignidade e decoro.

Estar a serviço da Eucaristia para distribuir aos fiéis o Corpo e Sangue de Cristo é um ministério, normalmente, reservados aos bispos, padres e diáconos (Cân. 910). Em 1969, com a instituição Fidei Custos, a Sagrada Congregação dos Sacramentos permitiu a leigos exercerem, extraordinariamente, este ministério. Esta autorização foi confirmada em 1973, pela Instrução Imensae Charitatis da mesma Congregação e também pelo Motu Proprio de Paulo VI Ministeria Quaedam, de 1972, com o qual instituía os ministérios do leitor e do acólito. (GOEDERT, Valter Maurício. Orientações para Ministros Extraordinários da Comunhão. 11. ed. São Paulo: PAULUS, 2004).

O Concílio Vaticano II (1962-1965) retoma a dimensão de serviço como vocação de todo o povo de Deus. Somente a partir dessa visão é possível, novamente, criar espaço para outros ministérios permanentes na igreja. Como realidade dinâmica que se constrói numa perspectiva de futuro, a Igreja pode abranger uma variedade de ministérios que constantemente a edificam. (GOEDERT, Valter Maurício. Orientações para Ministros Extraordinários da Comunhão. 11. ed. São Paulo: PAULUS, 2004).

O grupo de MESC da nossa comunidade é composto por 70 leigos que com muita resignação e alegria exercem esse ministério. Além de auxiliar na distribuição da Comunhão nas missas, nas visitas aos enfermos, por meio da Pastoral da Saúde e na administração do viático, também nos reunimos todas as 2ªs quintas-feiras de cada mês com a finalidade de partilharmos a fraternidade, a Palavra de Deus, as experiências e a fé.