O dízimo na Igreja Católica

O QUE É O DÍZIMO?
O dízimo é uma experiência de fé e está profundamente ligado àquilo que percebemos de Deus.


Na medida em que acreditamos de fato no que dizemos de Deus vamos assumindo atitudes concretas que expressam nossa fé. Nossa fé é consequente, portanto as ações de uma pessoa que crê verdadeiramente acompanham sua fé.O catecismo da Igreja Católica enumera algumas consequências da fé em Deus, retorno de duas delas para ajudar em nossa reflexão sobre o dízimo:
a) Viver em ação de graças:     
Se Deus é o Único, tudo o que nós somos e tudo o quanto  possuímos vem      d’Ele: « Que possuis que não tenhas recebido?” (1 Cor 4, 7). «Como      agradecerei ao Senhor tudo quanto Ele me deu?” (Sl 116, 12) (CIC 224);b) É ter confiança em Deus, em todas as circunstâncias, mesmo na adversidade.     (CIC 227)
Eis dois elementos que estão profundamente ligados à experiência de ser dizimista. Se quisermos dizer claramente o que move um dizimista vamos necessariamente dizer que a gratidão é a primeira das motivações. Recebemos de Deus a criação, a vida, e precisamos de tudo isto, o tempo todo, não podemos devolver. Escolhemos, por meio do dízimo expressar que estamos gratos a Deus e, ao mesmo tempo, reafirmamos nossa confiança: o Deus que me ajudou até aqui, tenho certeza, nunca me deixará faltar do que é necessário para minha via. Por isso vonluntariamente eu contribuo com o meu dízimo por gratidão  pelo que recebi e confiança no futuro.Começamos por olhar para o catecismo da Igreja, mas é na Palavra de Deus que encontramos as bases mais sólidas para compreender o dízimo como experiência de fé, gratidão e confiança em Deus. 

PADRE TAMBÉM PAGA O DÍZIMO?
Sim. Todos os membros da Igreja, por causa da fé, são chamados a serem dizimistas. Os Bispos, os padres, os agentes pastorais e todo o povo de Deus, desde que tenham recursos são convidados a contribuir com o dízimo. O serviço que prestam não substitui o dízimo.

DÍZIMO NÃO DEVE SER TRATADO COMO UMA TROCA COM DEUS.
O dízimo é um ato livre que surge da consciência, por causa dele Deus não está obrigado a nos oferecer nada. Tudo que Deus nos dá é fruto do seu amor. Dízimo não é troca com Deus. Dízimo é gesto de gratidão.

QUAL VALOR DEVO PAGAR DE DÍZIMO?
Originalmente a palavra Dízimo quer dizer décima parte, dez por cento. A prática da Igreja Católica é que cada um vai estipular o valor do seu dízimo de acordo com a sua consciência e generosidade, levando em conta os recursos que possui.

QUEM PODE SER DIZIMISTA?
O Dízimo é um apelo de Deus e da consciência, mas somente as pessoas que possuem recursos podem participar como dizimista na vida da Igreja.

QUAL A PERIODICIDADE DO PAGAMENTO DO DÍZIMO?
O Dízimo tem como característica ser periódico e constante. Umas das modalidades mais comum é a mensal.

COMO FAÇO PARA SER DIZIMISTA?
É bem simples e você escolhe como quer fazer.Venha até a paróquia São José do Ipiranga fazer seu cadastro. Neste momento você receberá um cartão ou carnê, mas se preferir também pode fazer depósito em conta ou pagamento via site.


Oração do Dizimista

“Nós vos pedimos, Senhor, que abençoeis a nossa comunidade e fazei-nos perseverantes em nossa adesão ao dízimo em nossa paróquia. Que a nossa participação concreta possibilite a realização dos objetivos das dimensões religiosa, social e missionária, permitindo que a Boa Nova do Evangelho seja uma realidade presente entre nós e o vosso Reino de amor e de justiça se propague cada vez mais. Nós vos agradecemos, Senhor, por todas as pessoas já conscientes de sua corresponsabilidade eclesial e também por aquelas que ainda haverão de tornar-se dizimistas em nossa comunidade, assumindo mais plenamente a sua vocação de batizados e ajudando a Igreja em sua missão evangelizadora. A Vós exaltação, louvor e glória para sempre. Amém!”


Entre em contato